NS

NS

31 de jan de 2011

Hoje

Comemoração dos 120 Anos da Revolta do 31 de Janeiro de 1891

25 de jan de 2011

Uma entrevista inédita a José António

Não perder, ver aqui

24 de jan de 2011

22 de jan de 2011

No próximo dia 26, não perder...


21 de jan de 2011

No dia 23

Não voto em bandidos, muituo mennos em alguém que incentivou atentados

19 de jan de 2011

17 de jan de 2011

17 de Janeiro

Festa de Sto Antão, Abade

15 de jan de 2011

Faleceu o Professor P. Pereira

Hoje, por volta da 10 da manhã, fui surpreendido com um telefonema dum camarada informando-me de que tinha falecido no passado dia 12 o Prof. Paula Pereira, membro da direcção do NEOS, Núcleo de Estudos Oliveira Salazar.
Conheci-o em 2007 quando me fiz sócio desta associação, e durante estes últimos anos mantive com ele muitas horas de amigável conversa telefónica.
Em Julho de 2010 encontrei-me pessoalmente com ele na Homenagem ao Dr Salazar que teve lugar no Vimieiro, acto do qual guardo excelentes recordações.
Homem de acção, foi ele que desde a primeira hora me enviou várias publicações do NEOS, e também o seu boletim, o "Continuar Portugal", que guardo religiosamente.
Recentemente, consumido por uma implacável anemia, ainda conseguiu contactar-me por causa do envio do último boletim, onde tive a hipótese de desejar rápidas e cuidadas melhoras.
Infelizmente, não conseguiu resistir.
Mais um companheiro de luta que desaprece das nossas fileiras.

Prof. Paula Pereira Presente!

13 de jan de 2011

Em 2011


Comemoramos o LXX Aniversário da formação e entrada em combate da Gloriosa Divisão Azul.

12 de jan de 2011

Retratos de José António XIII


José António, fundador da Falange, com Ramiro Ledesma Ramos, Fundador das JONS

10 de jan de 2011

Tema Musical da Semana

A marcha de Concerto "Viva Cambados", do compositor limiano Miguel de Oliveira, célebre maestro da Banda Musical de Monção. Uma das minhas composições favoritas, aqui publicada no dia em que o administrador desta casa comemora mais um aniversário natalicio.

9 de jan de 2011

Hoje, Domingo


Festa do Baptismo de Nosso Senhor Jesus Cristo

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo,o povo estava na expectativae todos pensavam em seus coraçõesse João não seria o Messias.João tomou a palavra e disse-lhes:«Eu baptizo-vos com água,mas vai chegar quem é mais forte do que eu,do qual não sou digno de desatar as correias das sandálias.Ele baptizar-vos-á com o Espírito Santo e com o fogo».Quando todo o povo recebeu o baptismo,Jesus também foi baptizado;e, enquanto orava, o Céu abriu-see o Espírito Santo desceu sobre Eleem forma corporal, como uma pomba.E do Céu fez-se ouvir uma voz:«Tu és o meu Filho muito amado:em Ti pus toda a minha complacência».

Palavra da Salvação

Fonte: Solenidades







7 de jan de 2011

Para já ela ainda lá continua

A Cruz dos Caidos, situada junto á Igreja de Las Angústias, em Ayamonte. Para já o Ayuntamento local decidiu não retirá-la, por considerar "Património Arquitectónico". De certeza, um dos últimos monumentos do género existentes no país vizinho...

O Templo de las Mercedes 1

Imagem do Santissimo Cristo de la Buena Muerte, profanada pelas milicias esquerdistas. No peito da imagem é possivel ver as marcas da profanação.

Placa evocativa da reconstrução da Igreja, já depois da ocupação de Ayamonte pelas forças nacionalistas.
Esta modesta mas bela igreja situa-se bem no centro da cidade andaluza de Ayamonte, e é dedicada a Nossa Senhora das Mercês. Um dos templos mais antigos da cidade, e que foi profanado por grupos de comunistas e anarquistas nos alvores da Guerra civil.
Já por diversas vezes tive a oportunidade de visitar este templo, onde se encontra a sede da Banda de Música Ciudad de Ayamonte, da Banda Cornetas y Tambores Stssmo. Cristo de la Buena Muerte e da Agrupación de Cofradias que anualmente organiza a "Semana Mayor", com grandes procissões caracteristicas da Andaluzia.
Mais informações aqui

6 de jan de 2011

Hoje, Festa da Epifania


A propósito de Cambedo


Lembrei-me que tinha cá na estante um livro/opúsculo sobre a Guerra civil na região do Barroso, e que falava precisamente sobre o caso da aldeia de Cambedo, no concelho transmontano de Montalegre, onde eu já estive por diversas vezes, e de onde guardo excelentes recordações.
Este pequeno mas interessante trabalho, adquirido na minha última visita á capital do barroso aquando da realização da Feira do Fumeiro, onde se prova uma excelente gastronomia, é da autoria do Prof. Jorge Fernandes Alves, e prefaciado pelo P. João Rodrigo, uma pessoa que conheceu muito bem a realidade da aldeia durante o conflito no país vizinho.
Este trabalho, importantissimo para a memória colectiva das gentes do Barroso foi editado pela Câmara Municipal de Montalegre em 1987, seno o 2º número da colecção dos “Cadernos Culturais”.
Montalegre é um concelho que merece a nossa visita, não só pela excelente gastronomia, como também pelo célebre Festival de Vilar de Perdizes e pelos seus monumentos, sendo de destacar de entre estes o Castelo de Montalegre.
Também neste concelho existe uma filarmónica de grandes tradições, a Banda Musical de Parafita.

A história daquela manhã de Abril...

Contada ás direitas! Uma página que pauta pela imparcialidade...
Ora vejam

3 de jan de 2011

Amanhã, na RTP 1...

Não perder ás 22.15 horas!

Cambedo é uma pequena aldeia situada na raia de Chaves com todas as características das terras fronteiriças entre Portugal e a Galiza: relações de boa vizinhança, um passado partilhado e, até, parentes espalhados nos dois lados da fronteira. Mas, Cambedo tem algo mais. A aldeia protagonizou uma história de terror nas vésperas do Natal de 1946 por causa da sua boa vizinhança e dos laços de parentesco com os galegos. Nessa data fatídica, a terra foi cercada e bombardeada por forças espanholas e portuguesas, cerca de mil homens, com a desculpa de que o povo estava a esconder um grande número de criminosos comuns, foragidos da justiça espanhola.
Um documentário de Maria Júlia Fernandes, com Produção de Ana Lucas e Lila Lacerda, Imagem de Carlos Oliveira e Som de António Garcia

1 de jan de 2011

Logo á noite...


ás 20horas, não perder na RTP2 o magnifico Concerto de Ano Novo da Filarmónica de Berlim.

Um Frade Falangista

Frei Pacifico de la Pobladura
Franciscano Capuchinho
Nota: Por debaixo do hábito castanho da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos pode observar-se a camisa azul da Falange.