NS

NS

29 de fev de 2012

Tema Musical da Semana



A marcha de rua "Homenagem á Familia Botelho", dedicada aqueles que foram grandes beneméritos da Sociedade Filarmónica de Sta Cruz de Alvarenga-Arouca, composta em 2009 por Valdemar Sequeira, actual maestro da Banda de S. Paio de Antas-Esposende.

27 de fev de 2012

24 de fev de 2012

Tema Musical da Semana



A Fantasia "De Cadiz a Tanger" do compositor limiano Miguel de Oliveira, aqui numa interpretação da Banda da SIME Cruz Quebradense- Cruz Quebrada-Dafundo, dirigida pelo meu amigo Ricardo Ferreira.

23 de fev de 2012

Nos 25 Anos da Morte do Zeca, uma coisa interessante...

Sabiam que a canção "revolucionária" Grandola Vila Morena foi inicialmente dedicada a uma filarmónica? Essa colectividade ainda existe, e é dirigida por um amigo meu, é a Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense. Ora leiam e descubram...

Justiça?!? Qual justiça?

Depois daquilo que vi ontem no Tribunal de Lousada, a minha confiança na "Justiça" portuguesa está por um fio...

19 de fev de 2012

Finalmente, uma boa noticia!

Depois de 3 anos de vexames e perseguições por causa da execrável "Lei da Memória Histórica", o Vale dos Caidos voltou a ser reaberto e pode ser visitado normalmente.
Ora aí está uma chapada de luva branca para aqueles que diziam o os "derechistas" do PP não iam fazer nada em relação ao Vale.
Também no célebre Alcazar de Toledo foram repostas as fotografias do General Moscardó, e do seu filho Luís Moscardó, fuzilado pelas milicias marxistas.
Afinal, a Direita não é tão cobarde como diziam...

15 de fev de 2012

Tema Musical da Semana



Churumbelerias, um interessante pasodoble do compositor valenciano Emilio Cebrián Ruiz, ilustre maestro da Banda de Lliria- Valencia, muito interpretado nas filarmónicas portuguesas.

14 de fev de 2012

Produção Nacional

"(...) A luta de classes ignora a unidade da Pátria, porque destrói a ideia de produção nacional como conjunto.
Os patrões propõem-se, em estado de luta, ganhar mais.
Os operários também.
E tiranizam-se, alternativamente.
Nas épocas de excesso de mão-de-obra, os patrões abusam dos operários.
Nas épocas de excesso de mão-de-obra ou quando as organizações operárias são muito fortes, os operários abusam dos patrões.
Nem os patrões nem os operários se dão conta desta verdade: uns e outros são cooperadores na obra conjunta da PRODUÇÃO NACIONAL. Não pensando na produção nacional, mas apenas no interesse ou ambição de cada classe, acabam por destruir-se e arruinar-se uns aos outros."

Extraído do II Ponto da Norma Programática da Falange
Este texto, escrito em 1934, é de uma actualidade impressionante, sobretudo nestes tempos que correm.

9 de fev de 2012

9 de Fevereiro


Matias Montero, vitima da "Democracia" socialista.
Acto Público amanhã em Madrid.
Presente!

8 de fev de 2012

Tema Musical da Semana



A marcha processional "Pasa la Virgen Macarena", do compositor Pedro G. Laserna

1 de fev de 2012

Tema musical da Semana



A obra "Os Sinos de S. João da Madeira" do grande compositor Sousa Morais, numa interpretaçã da Banda da SFR de Pêro Pinheiro-Sintra.