NS

NS

18 de jan de 2012

"Não importa que faça sangue"- Actualidade do pensamento joseantoniano

"(...) A nossa maneira de servir a Pátria terá de ser rigorosa. Teremos de abrir muitas vezes a carne fisica de Espanha-os seus sustos, a sua preguiça, os seus maus hábitos- para libertar a sua alma metafisica. Espanha tem de ser para nós incómoda. Deus nos livre de nos sentirmos bem no seu estado actual! Temos de sentir cólera e asco por tanta erva daninha. E cortar sem contemplações. Não importa que o bisturi faça sangue. O que importa é a segurança de se obedecer a uma lei de amor."

José António
Revista "Haz" de 26 de Março de 1935